sábado, 14 de março de 2020

REFLEXÕES... CORONAVÍRUS / OS ASTROS e CADA UM DE NÓS


Olá pessoal, boa tarde!

Tenho acompanhado as notícias sobre o coronavírus, o medo que anda se espalhando, as providências das nossas autoridades e alguns vídeos de renomados Astrólogos colocando o problema dentro do contexto Astrológico que estamos vivendo.

Hoje recebi de uma amiga, uma reflexão de uma Psicóloga Italiana sobre o tema, publicado na Vita e traduzido para o português conforme reproduzo aqui: 

"Eu acho que o universo tem sua maneira de restaurar as coisas para equilibra-las de acordo com suas próprias leis, quando elas são alteradas. Os tempos em que vivemos, cheios de paradoxos, alimentam o pensamento ...

Numa época em que as mudanças climáticas atingem níveis preocupantes devido aos desastres naturais que estão ocorrendo, a China em primeiro lugar e muitos outros países depois são forçados a bloquear; a economia entra em colapso, mas a poluição diminui consideravelmente. A qualidade do ar que respiramos melhora, usamos máscaras, mas ainda respiramos ...

Em um momento histórico em que certas políticas e ideologias discriminatórias estão surgindo em todo o mundo, aparece um vírus que nos faz experimentar que, num piscar de olhos, podemos nos tornar os discriminados, aqueles que não têm permissão para atravessar a fronteira, aqueles que transmitem doenças. Mesmo sendo branco, ocidental e com todos os tipos de luxos baratos que temos ao nosso alcance.

Em uma sociedade baseada na produtividade e no consumo, na qual todos passamos 14 horas por dia correndo, não sabemos muito bem para onde, sem descanso, sem pausa, de repente somos forçados a parar. Recolhidos em casa, dia após dia. Contando as horas de um período do qual perdemos o valor, se não for medido em algum tipo de remuneração ou em dinheiro. Ainda sabemos como usar nosso tempo sem uma finalidade específica?

No momento em que os pais, por motivos maiores, costumam delegar seus filhos a outras pessoas e instituições, o Coronavírus força as escolas a fecharem e nos obriga a buscar soluções alternativas, coloca os pais juntos aos seus filhos. Nos obriga a sermos família novamente.

Numa dimensão em que as relações interpessoais, a comunicação, a socialização, são realizadas no espaço virtual das redes sociais, dando-nos a falsa ilusão de proximidade, esse vírus nos tira a proximidade verdadeira e real: sem toques , beijos, abraços, tudo deve ser feito à distância, na frieza da falta de contato. Quanto de nós damos a esses gestos seu verdadeiro significado?

Numa fase social em que o pensamento sobre si mesmo se tornou a norma, esse vírus nos envia uma mensagem clara: a única maneira de sair disso é fazer ressurgir em nós a sensação de ajuda ao próximo, de pertencer a um coletivo, ser responsável e fazer parte de algo maior, que por sua vez, é responsável por nós. Co-responsabilidade: sentir que suas ações influenciam no destino das pessoas ao seu redor e que você também depende delas.

Vamos parar de procurar culpados ou nos perguntar por que isso aconteceu e começar a pensar sobre o que podemos aprender com tudo isso. Todos temos muito em que refletir e nos empenhar. Com o universo e suas leis, parece que a humanidade já está bastante endividada e que essa epidemia está chegando para nos explicar, a um preço caro.

Cit. F. MORELLI, traduzido para o português /O texto original pode ser encontrado aqui: 

Essa excelente reflexão me fez pensar no que venho trabalhando junto aos meus clientes: Como entender as energias Planetárias como parte de nós? Como fazer uso dos nossos Mapas (de Nascimento, Progredido ou Revolução Solar) de um jeito que nos beneficie? Não seria entendendo o que está em evidência e portanto nos cobrando mais atenção? Sim porque para mim, o entendimento de que há Planetas maléficos, Aspectos maléficos e Energias Planetárias que "chegam" ou "se aproximam" para nos criar problemas ou nos destruir, já está fora de moda. Entendo que a "coisa" acontece dentro de cada um de nós, dentro de um contexto ou situação provocada por nós, ainda que não estejamos conscientes de nossa participação. Afinal, a Lei da Correspondência nos diz que: "O que está em cima é como o que está embaixo. O que está dentro é como o que está fora."

E quando a gente olha para o Mapa do momento que estamos vivendo, não há como não parar para pensar no aprendizado contido em tudo o que está acontecendo. Esse grupo de Planetas em Capricórnio - também chamado "A Grande Conjunção", reune Marte / Júpiter / Plutão e Saturno no Signo de Capricórnio: 1 Planeta Pessoal (MARTE = AÇÃO) + 2 Planetas Sociais (JÚPITER = EXPANSÃO e SATURNO = CONTRAÇÃO > ambos os movimentos respiratórios) / e um Planeta Transpessoal (PLUTÃO = ELIMINAÇÃO). Esse conjunto faz um Aspecto favorável (SEXTIL = 60º) com outro Transpessoal (NETUNO = o SOLVENTE Universal) no Signo de Peixes. Em TOURO, embora não estejam envolvidos em nenhum Aspecto com os Planetas da Grande Conjunção, mas ainda assim "em boas falas" com eles já que estão todos no mesmo Elemento, vamos encontrar URANO e VÊNUS: 1 Transpessoal (URANO = RENOVAÇÃO ou REVOLUÇÃO) e 1 Pessoal (VÊNUS = AFRODITE - a Deusa do Amor e do Sagrado Feminino, parceira de MARTE = o impulso Sagrado Masculino). Não dá para refletir?
Mapa do Rio de Janeiro para o dia 14/03 - 11:56
Pois é... eu pensei comigo mesma: acho que esses Transpessoais (URANO, NETUNO e PLUTÃO) estão nos dando um recado... E parece que, de algum modo, a sociedade (LUA em Sagitário, SOL em Peixes, Marte, Júpiter e Saturno em Capricórnio) está captando a mensagem deles. E me parece que é isso o que o que a Psicóloga Francesca Morelli está pontuando no texto: o quanto e há quanto tempo, nós seres humanos, deixamos de olhar para o que há de mais Sagrado em todos nós: o ser HUMANOS. Não importa a raça, a cor, a crença, o status social. Somos todos UM e as diferenças deveriam agregar aprendizados e não nos conduzir a preconceitos e pretensão de que uns são melhores do que os outros. Na presença de um microscópico vírus, TODOS nós estamos vulneráveis e corremos os mesmos riscos!!! Estamos TODOS no mesmo barco. Uns mais suscetíveis outros menos. Mas todos estão juntos. 
Mas focando na nossa realidade, é muito interessante observar no Mapa da Independência do Brasil, os Setores ou Casas onde esses Planetas estão transitando. Parece que alguns já entenderam o recado. Observando esses dois Mapas, fica evidente a sincronicidade das medidas tomadas pelas autoridades ligadas à saúde, no sentido de conter essa pandemia. Vejam:
Interior - Mapa da Independência/Exterior - Transitos 14/03/2020

Capricórnio cai na 11ª Casa, que corresponde aos diversos Setores da Sociedade Brasileira. Ali, no Mapa da Independência temos NETUNO e URANO = Ou seja, os olhares se voltam para as necessidades coletivas, com empatia e a criatividade das medidas surpreendem a todos. Até aplicativos  que comunicam informações sobre o COVID-19 e ainda realizam uma triagem virtual, indicando se é necessário ou não a ida a hospitais, já estão disponíveis. 


Seguem os links dos aplicativos para os interessados:

O Saturno, já na 12a Casa, impõe o isolamento aos idosos.
A Lua, hoje em Sagitário, vai passar por todo o conjunto de novo. A Lua só fica 2 dia e meio em cada Signo e funciona como um gatilho, ativando os setores envolvidos. 

Peixes na 2ª Casa - O setor dos Recursos que o país dispõe para cuidar, proteger e livrar seu povo de tudo isso. Ali, no Mapa da Independência, está o PLUTÃO = as riquezas ocultas. Chegou a hora de disponibilizá-las.

Touro na 4a Casa - O setor da "família Brasileira". No Mapa da Independência, temos ali, JÚPITER e LUA ou seja, o compromisso de Cuidar, Nutrir, Proteger e defender o povo e as terras do  Brasil, com todas as riquezas que elas oferecem.

Obs: Casa 12, Peixes e Netuno são sinalizadores de Epidemias. 

Me arrisco a dizer, que SIM, parece que dessa vez "a ficha cai". Vamos torcer!!!!

No mais, como faço parte da faixa etária acima dos 60 anos e sou fumante, faço parte do grupo de risco, e me permito assim a oferecer algumas sugestões:
  • Não tenham medo. Não entrem em pânico. Não se desesperem. Na nossa idade, depressão, angústia, ansiedade ou pânico, podem ser muito mais letais. 
  • Não se sintam isolados: há bons livros esquecidos em nossas prateleiras; telefonemas que não temos tido tempo de dar; bons filmes no Netflix, Now, Vivo Play, Prime Video, papelada que já não serve mais para jogar fora, roupas e demais objetos que já não usamos mais e que podem servir para outras pessoas, e por aí vai. Ninguém precisa ficar sem fazer nada e se deprimir.
  • Falar com filhos e netos? Hoje temos o video do WhatsApp, o Face Time, o Messenger, e alguns outros aplicativos disponíveis para fazer isso. 
  • Acabaram as alternativas? Pare um pouco, respire e pense: "O que podemos aprender com tudo isso?" 
Enfim, eu não podia deixar de compartilhar isso com vocês. Mas vejam, se vocês quiserem ir mais fundo nessas reflexões a nível pessoal, consultem os Astrólogos de vocês. Os meus clientes? Estou à disposição online. É só marcar um horário. 
São muitos posts, vídeos e cursos hoje disponíveis sobre Astrologia. Mas... nem todo mundo precisa virar Astrólogo. Nem eu cheguei a completar todos os Módulos dos Cursos de Astrologia! Acredito que para alguns, talvez baste conhecer um pouco dessa linguagem e aprender a se virar usando o próprio Mapa como guia. Essa é uma das minhas propostas. Então fiquem à vontade para comentar ou me procurar.

Agradeço a atenção de vocês e principalmente os comentários. Essas interações costumam ser muito ricas e muito interessantes!

Um grande abraço,
Isabel Redig 


















quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Qual será a Terapia mais indicada para você que está buscando ajuda?

Publicação de 31 de maio de 2015, atualizada hoje, 12 de setembro de 2018


Você se vê diante de um impasse, ou de uma crise.  Chega a conclusão que não consegue sair dela sozinho.  Precisa de ajuda.  Mas qual será a ajuda mais eficiente?

São tantas as terapias... tradicionais, alternativas, holísticas, espirituais... São tantos os cursos que se propõem a divulgar esses conhecimentos. Como escolher o que pode ser mais eficiente?

Eu ainda aposto numa profunda investigação, ou melhor ainda, numa boa autoanálise, orientada por um profissional de ajuda da sua confiança.  Sempre tive vontade de trabalhar com psicodiagnóstico. Sempre considerei fundamental, conhecer o cliente, identificar seus interesses e preferências, entender sua linguagem crenças e valores, buscar junto com ele a causa oculta de seu sofrimento e então sugerir alternativas de tratamento.

Meus caminhos me levaram para bem longe da prática da Psicologia tradicional até que a experiência religiosa me iniciou no caminho da espiritualidade e me devolveu a oportunidade de retomar aquela proposta.  Mas não mais da mesma forma.  Novos valores, novos parâmetros e novos conhecimentos foram e continuam sendo agregados , enriquecendo e dando um sentido mais amplo ao que eu já havia aprendido.  

Ao longo desse aprendizado, eu identifiquei duas ferramentas que considero extremamente eficazes para se fazer um bom diagnóstico: Os Oráculos e a Astrologia. Dentre esses Oráculos, fui iniciada na prática do Baralho Cigano que venho realizando há 19 anos. Curiosamente, a grande maioria dos meus clientes, chegam exatamente nesses momentos de crise, solicitando uma ajuda espiritual para encontrar soluções diante de uma necessidade de mudança de rumos na vida.  Essa prática acabou me levando ao Estudo da Astrologia.  E, dentro da Astrologia, à abordagem psicológica e/ou à abordagem Cármica. O resultado foi uma riquíssima oportunidade de aprofundamento e entendimento dos conteúdos preciosos revelados pelo Baralho. Esse Saber nos permite conhecer o cliente, entender quem ele é, o que ele traz e no quê ele pode se tornar; como ele age ou reage aos estímulos da vida, como ele aprende, quais são seus talentos, seus desafios, suas origens, seu Carma - ou melhor dizendo: o quê ele escolheu vir aprender, corrigir e de que forma veio somar com seus acertos, aprendizados e conhecimentos adquiridos em vidas passadas.  

Assim, com essas duas ferramentas, temos uma história completa e conseguimos identificar com clareza quais são os pontos que precisam ser fortalecidos, ou curados, ou transformados. Fica fácil orientar. E, se necessário, encaminhar para outros profissionais que possam somar com outros conhecimentos, preenchendo assim todas as lacunas e agilizando a solução ou a cura. 

De qualquer modo, trabalhando individualmente com o cliente, ou em parceria com outras especialidades, é fundamental a participação ativa e por inteiro do cliente de modo que a sua consciência e o seu empenho sejam os agentes propulsores para que se alcance o resultado esperado.

Finalmente, onde eu quero chegar com toda essa conversa, mais do que exaltar as qualidades das técnicas que eu escolhi por afinidade e como resultado de experiências positivas, é ressaltar a importância da abertura de consciência através do autoconhecimento. O diagnóstico das causas verdadeiras e o planejamento do tratamento, são fundamentais para agilizar todo o processo.  Mas, o autoconhecimento é que vai tornar permanente a cura, pelo entendimento da  situação real vista sob uma nova perspectiva, pela possibilidade de assumir o comando da própria vida de uma forma mais segura e mais responsável,  e pela incrível sensação de segurança e liberdade que a consciência de saber como lidar diante de outras crises, pode nos proporcionar. E na busca desse autoconhecimento, a linguagem da Astrologia identificando o conjunto de possibilidades que um Mapa nos oferece, é definitivamente muito preciosa. Até agora, a mais completa que eu já experimentei. Assim associar o autoconhecimento através do estudo do Mapa a uma boa terapia, agiliza muito os processos psicológicos internos que nos conduzirão às soluções mais adequadas a cada um de nós. 

Interessante na identificação e avaliação diagnóstica



Acompanha Estudo do Mapa por escrito


Um abraço a todos!
Isabel Redig

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Astrologia e Dragões - Eclipse Lunar de 27/07/2018



Olá a todos

Dando continuidade à experiência de conjugar a Mandala Astrológica com a Mesa Violeta dos Dragões (conforme já mostrado no post de 18/02/2018: Combinando Técnicas), elaborei essa Mandala baseada em um Mapa Natal e os trânsitos durante o importantíssimo Eclipse Lunar de 27/07/2018.

Como vocês podem notar, o Eclipse pegou em cheio o eixo 2/8 desse Mapa, nos Signos de AQUÁRIO (LUA) e LEÃO (SOL). Esse eixo está falando recursos, sejam eles recursos financeiros, conhecimento, talentos, etc., sendo a CASA 2 a dos valores pessoais (o que acumulamos e desenvolvemos ou aprimoramos ao longo da vida),  e a CASA 8 a do desapego (o que doamos aos outros, ou o que recebemos dos outros, sejam heranças, pensões, doações, enfim, tudo aquilo que para nós ou para esses outros, já não é mais necessário). Trabalhando esse eixo com os Dragões, vamos ver o YELLOW na CASA 2 e o BABY STOP na CASA 8. 
  • Nessa CASA 2 do Mapa Natal, vamos encontrar o SOL e o MERCÚRIO no Signo de AQUÁRIO, onde MERCÚRIO se encontra exaltado, revelando um talento inato para raciocinar e se expressar com clareza e objetividade. É esse o seu "ouro". O que irá conduzí a pessoa à sua realização dos anseios de sua Alma, e ainda podendo fazer uma luminosa diferença no coletivo, como indica esse SOL AQUARIANO. Mas entre esses dois astros vamos encontrar o KIRON, que aponta para uma maior vulnerabilidade de um lado, e de outro, para a possibilidade surgir um "curador" através das "boas palavras". Um conselheiro, talvez.. Um terapeuta.. Um orientador. 
  • A LUA em trânsito, juntamente com o MARTE retrógrado, está pedindo uma revisão: é preciso silenciar e refletir. O que vem deixando de ser dito? Será que essa pessoa não está conseguindo transmitir suas idéias e valores porque não se considera capaz?  Será que ela está se autossabotando? Cadê a coragem, lhe pergunta o MARTE retrógrado? E aí, surge o DRAGÃO YELLOW, trazendo clareza de propósitos. O que serve fica. O que não serve, será descartado. Perfeito. 
  • Na CASA 8, vamos encontrar URANO (regente de AQUÁRIO) no finalzinho do SIGNO de CANCER e o SOL já em LEÃO, mostrando que é preciso mostrar ao mundo a que veio, compartilhando todo o potencial herdado, quem sabe até trazido de muitas vidas e que afinal, é o maior bem que esta pessoa possui. E aí surge o BABY STOP ajudando a parar de se preocupar com o que não tem nenhuma importância de fato - coisas pequenas, materiais e impermanentes. Maravilhoso pois irá permitir a essa pessoa, encontrar espaço para a originalidade e a criatividade  que possibilitam ser livre, de um jeito renovado e diferenciado, tão favorecido pela energia de URANO. Ao invés de desperdiçar todo esse talento perdendo as melhores oportunidades que o Universo certamente irá lhe disponibilizar. É preciso estar atento aos sinais.
Fazendo um ângulo de 90º com esse eixo, temos as CASAS 5/11. A CASA 5 fala dos prazeres, das marcas que deixamos, dos romances e dos filhos - a nossa descendência. A CASA 11 fala dos grupos de amigos que partilham dos mesmos ideais, e da participação em instituições, agremiações, ou qualquer outro agrupamento de pessoas com um propósito voltado para o trabalho comunitário e para o bem estar da sociedade. O Angulo de 90º é o angulo mais tenso em um MAPA. Nesse caso, ele sinaliza a dificuldade de "abrir mão" do eixo 2/8.

  • Nessa CASA 5 ARIANA esse MAPA não tem PLANETAS. Mas o URANO passa por aí, trazendo reviravoltas, surpresas, oportunidades. E quem surge para ajudar é o DRAGÃO OCEANIC, facilitando o lidar com tudo isso, desconectado da pressão de amigos e familiares a fim de conseguir fazer escolhas para o seu bem maior. Perfeitamente integrado com a energia de URANO, atualmente no teimoso Signo de TOURO, esse Dragão nos permite "voar" livres até mesmo das expectativas da sociedade sobre nós. 
  • Na CASA 11 Libriana, temos o PLANETA NETUNO, mas já em ESCORPIÃO, formando uma oposição com o URANO já no SIGNO de TOURO. Sempre que há uma oposição, temos que encontrar o caminho do meio. O PLANETA que transita em ESCORPIÃO até novembro de 2018, é JÚPITER (o benéfico). E quem surge para ajudar são os CURUPIRAS, abrindo caminho para que se formem novas parcerias com propósitos similares, renovadores e criativos, mas sem perder a fé na Espiritualidade maior, como indicado por JÚPITER e NETUNO, ainda mais em ESCORPIÃO. Sem perder a essência. Sem se perder da própria alma. Sem deixar de estar sempre em busca da verdade, como agente de transformação. E o que os Curupiras oferecem aqui, é a possibilidade de um reencontro com a "grande família espiritual" à qual  a pessoa pertence, complementando o trabalho do OCEANIC e facilitando esse voo, rumo à libertação criativa, da forma mais prazerosa possível. 
No eixo 1/7 (ASCENDENTE X DESCENDENTE), apareceu o DRAGÃO SMOKEY na CASA 1 (CASA da Personalidade, do "Eu Sou", dos começos e de como os outros nos vêem). Esse Dragão, funciona como um despertador, nos acordando para o nosso potencial para que possamos desenvolvê-lo e expandi-lo, revitalizando nossas energias e nos ajudando a fazer várias coisas ao mesmo tempo. Perfeitamente integrado com o PLUTÃO e o SATURNO em trânsito, que no momento "exigem" transformação, verdade, resiliência, paciência e responsabilidade. Na CASA 7 (CASA dos parceiros afetivos ou de negócios), vamos ver no Mapa Natal e no trânsito, a RODA DA FORTUNA, que não é um PLANETA, mas um ponto no céu onde as energias do SOL e da LUA se encontram de uma forma perfeitamente harmoniosa. Aqui apareceu o BABY KRIPTONIUM revelando a verdade sobre nós mesmos, ou seja, aquilo que por algum motivo, escondemos de nós. A idéia é que essa pessoa possa ser autêntica e verdadeira sem se deixar perturbar pelo que os outros pensam dela. 

No eixo 3/9 temos o BABY PLATINUM na CASA 3 Aquariana (Da Comunicação, aprendizado, expressão de ideias e emoções, trocas, etc) onde vamos ver a VÊNUS no MAPA NATAL mas já em PEIXES, com seu poder de atrair tudo aquilo que provoca deleite e encantamento.A VÊNUS encontra no SIGNO de PEIXES, a sua exaltação. O BABY PLATINUM chega ajudando a pessoa a buscar formas de auto aceitação bem humorada de si mesmo. Principalmente do seu corpo. E o AQUAMARINE na CASA 9 LEONINA (CASA dos estudos superiores, das filosofias, das religiões, do estrangeiro, etc. , onde vamos ver a LUA no MAPA NATAL e o MERCÚRIO em trânsito, vem ajudar na crença de que somos seres únicos e temos o direito, senão também o dever, de expressar livremente as nossas diferenças e ainda assim sermos respeitados e valorizados.

NO Eixo 4/10 temos o DRAGÃO ZEN na CASA 4  Pisciana, por onde anda o NETUNO em trânsito formando um Aspecto auspicioso e harmônico com o JÚPITER lá na CASA 11. A CASA 4 é a CASA da família, das nossas raízes, do nosso passado - também chamada de FUNDO DO CÉU e o DRAGÃO ZEN vem ajudando no desapego de emoções e mágoas, na transcendência que permite desligar o discurso mental a fim de que a pessoa se torne um observadore. Do outro lado, na CASA 10 Virginiana ou MEIO DO CÉU (a CASA da PROFISSÃO, da vida pública, do Status social que alcançamos, etc..), vamos encontrar JÚPITER e PLUTÃO no MAPA NATAL e a VÊNUS em trânsito. Nessa CASA apareceu MOONLIGHT, favorecendo o dar e receber sempre com gratidão, e facilitando o entendimento dos altos e baixos da vida para que a pessoa possa vivenciá-los sempre banhada por emoções positivas, perfeitamente sincrônicas com a VÊNUS, que nesse Mapa nasceu no Signo de PEIXES, o Signo da compaixão e do "auto-sacrifício" e agora transita pelo Signo oposto, VIRGEM, o Signo do "Serviço", do ser útil, eficiente e prestativo. 

Por fim, temos o eixo 6/12 onde vamos encontrar:
  • Na CASA 6 Taurina (CASA do trabalho, do cotidiano e da saúde), o DRAGÃO AZULITE, trazendo calma e aliviando as tensões resultantes de períodos prolongados de tensão e estresse.
  • Na CASA 12 Escorpiana (CASA do inconsciente ou daquilo que não sabemos sobre nós), onde vamos encontrar SATURNO e MARTE no MAPA NATAL, surge a ALMA trazendo a cura do espírito e nos reconectando com a nossa família de alma, aliviando o sofrimento das separações e as saudades doídas que trazemos dessa família. O interessante, é ter surgido logo depois dos CURUPIRAS, que chegaram para abrir a possibilidade desse reencontro com os "nossos", lá em Escorpião, o Signo dos bastidores, do invisível aos nossos olhos desatentos. 
Finalizando o trabalho, no centro apareceu o BABY PURPLE, liberando hesitações, medos e inseguranças a fim de que um novo passo importante possa ser dado no caminho evolutivo da realização pessoal. Com a ajuda dele, coragem, determinação e entusiasmo para ousar, estarão presentes a partir de agora. 

A Carta do Tarot dos Orixás que regeu esse trabalho foi o 9 de OUROS, indicando a colheita positiva de tudo o que vem sendo plantado. 

Gente, as descrições da parte Astrológica, são apenas pinceladas, para que fique mais clara a proposta do trabalho, principalmente para os que não conhecem nada de Astrologia. 

Finalizo aqui, deixando aberta a porta para os comentários, sempre muito valiosos, principalmente porque esse trabalho ainda se encontra em fase de experimentação. 

Um grande abraço a todos.

Isabel Redig


quinta-feira, 12 de abril de 2018

O Universo Sagrado: "Conhece-te a ti mesmo" - "Busque a Verdade e a Ve...



Então gente,

A idéia inicial do Blog era criar um espaço de compartilhamento de idéias criativas e abordagens interessantes sobre os diversos temas que circulam na rede.  Na verdade, a proposta não era somente postar as minhas colocações mas também as daqueles que ainda não tem um Blog mas tem muito a contribuir.
Acho que não soube muito bem como divulgar essa proposta.  Então resolvi focar no desenvolvimento do trabalho e dos estudos aos quais venho me dedicando nos último anos.  

O ano de 1999, principalmente a partir do 2º semestre, marcou o início de profundas mudanças na minha vida.  Com PLUTÃO em trânsito, fazendo uma conjunção com MARTE e SATURNO (SAGITÁRIO), com URANO em trânsito, saindo de uma conjunção com SOL-QUIRON-MERCÚRIO (AQUÁRIO), e com NETUNO em trânsito, chegando para tocar este SOL-QUIRON-MERCÚRIO, estes dois juntos, fazendo oposição à LUA em LEÃO, realmente eu hoje posso dizer que tudo mudou.
  • Primeiro, eu tive a indicação espiritual de fazer um curso de Baralho Cigano e, sagrada em 18 de setembro, eu comecei a trabalhar.
  • Depois, eu comecei a trabalhar espiritualmente na IEVE, também por indicação espiritual.  Lá, eu só cheguei a fazer o curso de Lenço Branco e participei do entrosamento, recebendo o meu nome místico.
  • Aí, conheci a Umbanda.  Fiquei encantada e como tive a opção de escolha, preferi me dedicar totalmente a ela, me afastando então da IEVE.
  • E continuava ainda bastante insegura, a jogar o Baralho Cigano.  Primeiro eu ia na casa das pessoas.  Mais para a frente, minha mãe, com quem eu morava, permitiu que eu atendesse em casa.
  • Vivi na UMBANDA durante 10 anos (todo o trânsito de NETUNO em AQUÁRIO e a passagem de PLUTÃO pelo meu ASCENDENTE em SAGITÁRIO), totalmente dedicada às atividades da instituição, completamente deslumbrada, embevecida e enternecida pelo Universo que havia se descortinado na minha frente.  A beleza era tão grande que acabou me cegando.  Quase caio nas teias do fanatismo, misturada que estava, nas águas de NETUNO.  Mas então, os pesadelos começaram.  Vivi também as experiências mais terríveis, mais intensas e mais dolorosas de PLUTÃO, que deixaram um rastro de dor e sofrimento indescritíveis.  E o fanatismo acabou. Como um vaso que se quebra em milhares de pedaços, e o conteúdo surge, verdadeiro e cruel.  Cabia a mim transformar aquilo tudo numa experiência positiva.  Mas naquela ocasião, eu só sentia dor.
  • Ao longo dessa gigantesca aventura, eu continuei jogando o Baralho Cigano.  E comecei a perceber, que o conteúdo da leitura ia mais além de uma simples previsão.  As pessoas que me procuravam, não vinham com questões simples do cotidiano.  Buscavam algo mais delas mesmas.
  • E, ainda naquela instituição, eu fui apresentada à ASTROLOGIA.  Na verdade, anos antes, num trânsito de Saturno também doloroso e difícil, eu cheguei a fazer meu Mapa, por indicação da minha terapeuta. Lembro que a interpretação foi longa (tenho 5 horas de fita gravada) e muitíssimo bem detalhada.  A proposta era usar o Mapa como ferramenta terapêutica para que eu pudesse entender o que estava me acontecendo na ocasião.  E funcionou.  Foi muito legal e eu saí da crise.                      

Como eu estava dizendo, fui apresentada à Astrologia.  Isso deve ter acontecido por volta de 2004 ou 2005, quando URANO em PEIXES tocou a minha VÊNUS.  Fiz dois anos do curso básico.  Depois interrompi.  Mas comecei a perceber que a abertura do jogo, parecia ser exatamente a leitura dos trânsitos astrológicos da pessoa que estava diante de mim.  Era a linguagem dos ASTROS se misturando, sem se confundir, com a linguagem dos ORIXÁS.  Afinal, as mitologias Grega, Egípcia e Africana, nos falam das mesmas coisas.
  • Em 2007, perdi a minha mãe biológica e comecei a perder a minha mãe de santo.  Em 2010, saí definitivamente da instituição, machucada e doente.  Uma saudade imensa de tudo o quê eu tanto amei, transborda devagarinho do meu coração.  Mas ali, eu já sabia que a minha verdadeira mãe, não era desse mundo.  Os ensinamentos que recebi naquela casa espiritual, estão gravados a ferro e ouro dentro do meu coração.  Hoje, sou profundamente grata à vida pela oportunidade que tive ali, de resgatar as minhas raízes.  
  • Mas o quê eu ia fazer então?  Passei tanto tempo dedicada àquela casa, que fiquei perdida.  Em 2012, fiz um curso de reciclagem em Psicologia, comecei a estudar por minha conta nos livros de Jung, a ler sobre as diversas filosofias religiosas e, retomei os estudos de Astrologia - a Tradicional, a Infantil, a Cármica.  E venho estudando... tentando juntar as peças do enorme quebra-cabeças do qual cada um de nós é uma pequena peça.
  • No final de 2012, algumas pessoas começaram a me pedir para olhar o Mapa Natal delas, talvez também, impressionadas com a constatação que eu tinha feito da similaridade com a abertura do Baralho Cigano.  E eu comecei a fazer um estudo profundo desses Mapas.  Resolvi me dedicar a isso profissionalmente. Principalmente depois da leitura, longa e fascinante do livro "Relatos de Belzebu para seu neto" - G. I. Gurdjieff. Este ESTUDO do MAPA NATAL, pode ser de grande ajuda para as pessoas que estão experimentando as encruzilhadas da vida, sem saber para que lado se voltam.
E assim, hoje, continuo sim como o meu trabalho no Baralho Cigano.  Um trabalho espiritual, intuitivo e que na maioria das vezes oferece orientação para as pessoas que vêm buscá-lo.  Um trabalho que amo muito e sou muito grata por poder realizá-lo em comunhão com todos os Guias e Mestres que me acompanham.  Mas, dedico a outra parte do tempo aos Estudos de Mapa.
Porquê?  
Não dizem por aí que a gente não vem com manual de instrução?  Então.  Eu descobri que o nosso Mapa É esse manual.  É o nosso "Google" pessoal, o nosso GPS.  E, gente, isso é LINDO.  O alívio que pode trazer o autoconhecimento, é indescritível.  Saber o que realmente somos e poder verdadeiramente fazer escolhas conscientes, é simplesmente fantástico.  Coloco então este serviço, à disposição daqueles que estão em busca desse direcionamento consciente.
Como é que eu estou trabalhando?
Recebo a encomenda por e-mail, contendo os dados necessários (Nome, data, horário e local do nascimento), faço o estudo por escrito, pesquisando em livros e sites, apresento no formato PDF via e-mail, ou impresso, caso a pessoa prefira.  No final do trabalho, cito a bibliografia consultada, os sites consultados, faço sugestão de leituras e estimulo a que essa busca continue, na consulta a outras abordagens, de Astrólogos mais experientes do que eu. Se ainda restarem dúvidas, os esclarecimentos poderão ser feitos via SKYPE, num horário previamente agendado por e-mail.

Se descobri quão fundamental é o AUTOCONHECIMENTO, também descobri que este não pode se restringir à uma única abordagem. Não faz sentido.  Tudo na ASTROLOGIA é complementar. Por isso, é imenso o ganho que ela pode nos proporcionar, tanto aos consulentes quanto aos consultores. 

Quem quiser contar comigo para essa grande aventura, fique a vontade para entrar em contato.

Profundamente grata ao UNIVERSO por esta possibilidade, deixo aqui um grande abraço a todos.
Isabel Redig
Cel: (21) 99229-4708 (WhatsApp)
SKYPE: isabel.redig

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Combinando Técnicas






Olá a todos!

Dando continuidade a esse projeto multidisciplinar que se propõe a agregar ao autoconhecimento, a busca de solução para as dificuldades que encontramos nos mais diversos setores da vida (Vide a postagem anterior, no link Integrando Ferramentas Terapêuticas), me perguntei, porque não usar as cartas dos Dragões nos vários setores (Casas) do Mapa Natal, principalmente, aqueles que estiverem ativados pelos trânsitos.

Como vocês podem ver abaixo, as Mandalas dos Dragões, trabalham com o Baguá: escolhido o tema a ser trabalhado, pedimos ajuda às Consciências Vibracionais das "famílias" Dragon Light; cada Dragão que se apresenta, irá trabalhar um setor do Baguá, mas como o grupo trabalha em conjunto, a proposta é harmonizar nossos meridianos, alinhando-os com os meridianos terrestres, tornando possível a realização do que foi pedido. 

Essa Mandala é a mais simples. Aqui trabalhamos questões bem focadas, como por exemplo, a venda ou o aluguel de um imóvel; o sucesso numa entrevista de emprego; ou o sucesso na clareza de um diagnóstico médico. 
Essa, mais elaborada, geralmente uso para temas mais subjetivos, como Empoderamento, questões de relacionamentos, questões familiares, o sucesso de um determinado empreendimento, etc.. 

Aqui já estaremos trabalhando com uma Mesa "Draguiônica". Um trabalho bem mais profundo, no qual, através da radiestesia, podemos, não só buscar a ajuda através do equilíbrio dos meridianos, como também acelerar a "limpeza" todos os obstáculos concretos ou sutis, que estejam impedindo a realização do que está sendo pedido.  Esse é só um dos recursos dentre as demais possibilidades que essa Mesa Violeta oferece. Por exemplo: podemos avaliar como está a energia da pessoa naquele momento; investigar se os impedimentos são mentais, emocionais ou desencadeados por influências externas, questões de vidas passadas, etc...
Tendo já realizado alguns testes comigo mesma e com algumas outras pessoas, resolvi acrescentar a possibilidade de trabalhar com a Mandala Astrológica, buscando o equilíbrio dos eixos ativados por trânsitos difíceis. Aqueles setores (Casas) do Mapa que encontram-se em crise e, que por não sabermos muito bem como lidar com elas, nos tiram de nosso eixo, desequilibrando todo o resto. 

Mandei imprimir uma Mandala Astrológica em vinil e, por sugestão da equipe Dragon Light, farei uso da mesma sobre a Mesa Violeta, ancorando, com a ajuda dos Dragões, os efeitos positivos dessas crises, a fim de que, equilibrados, possamos visualizar novas formas, mais criativas e práticas de lidar com os temas em crise.

Foi então que nos reunimos aqui, três astrólogas, mais uma terapeuta Dragon Light, e uma pessoa completamente leiga, a fim de buscar soluções para essa crise no Rio de Janeiro. Fizemos isso, depois de uma mensagem recebida de uma canalização, avisando da dificuldade dos Guardiões garantirem um Carnaval mais tranquilo, em função da quantidade de pensamentos e sentimentos de medo, pânico, raiva e revolta, criando uma barreira para a atuação deles. 
Mandala realizada em grupo, pedindo a segurança para o período de Carnaval no Rio de Janeiro. Buscamos a harmonização de todos os eixos do Mapa Natal da Cidade do Rio de Janeiro, principalmente por conta dos trânsitos astrológicos em vigor. 

Lá em SP, tivemos a contribuição de outra Mandala, feita por uma das facilitadoras desse projeto:
Essa Mandala, foi feita na Mesa Dourada, pela "Dragona" Antoinette O´Connell, do DRAGON ENERGY CENTER. Trata-se de uma versão ainda mais avançada do que a Mesa Violeta, ainda não disponível aqui comigo.  

Foi então muito surpreendente, pelo menos para mim, observar que: 
  • Afinal, dentro do quadro que estamos vivendo, até que tivemos um bom Carnaval. Os relatos de violência que estamos assistindo na mídia, já eram esperados, mas pelo menos nenhuma tragédia de maiores proporções, como havia sido previsto, aconteceu.
  • Depois disso, tivemos um temporal de respeito, com uma quantidade de chuva que não víamos há muito tempo, fazendo uma bela faxina. A natureza, com seus raios e trovões, nos mostrou a potência dessa carga agressiva que pairava sobre a nossa cidade e que precisava urgentemente ser desativada. 
  • Finalmente, surge a possibilidade de uma intervenção militar, buscando colocar ordem nesse caos que vínhamos vivendo há bastante tempo.  Uma solução inesperada, mas, bastante necessária, em vista das circunstâncias. 
Ora, a constatação da eficiência do trabalho de todos esses Elementais, agindo como facilitadores do trabalho intenso dos Guardiões, é inevitável. 

Depois dessa experiência, acredito de verdade, ser possível que as pessoas possam receber esse benefício. Principalmente aquelas que, a cada ano, buscam as previsões através de seus Mapas, recebem uma porção de informações importantes, porém, não sabem muito bem o que fazer com o Livre-Arbítrio, no sentido de mudar ou transformar aquilo que já não lhes serve mais. Uma ajuda luminosa desses Elementais, juntamente com a de suas Egrégoras, poderá ser extremamente valiosa, para que venham a ter, de fato, um ANO NOVO, em suas vidas. Superando as "crises", de uma forma criativa, sustentável, e ainda colaborando para melhorar a qualidade de vida dos que estão no seu entorno - família, amigos, colegas de trabalho, etc..

Coloco-me à disposição de terapeutas, astrólogos, estudantes de astrologia, e de todos aqueles que quiserem formar grupos de estudo a fim de aprofundarmos a investigação das inúmeras possibilidades que essas duas ferramentas juntas podem nos oferecer.  Aos leigos que tiverem interesse em conhecer um pouquinho mais da linguagem astrológica, também me coloco à disposição, para a formação de pequenos grupos de estudo (máximo de 5 pessoas), para dar os primeiros passos nessa fantástica viagem rumo ao Autoconhecimento.   

Em seguida, os clientes em potencial, vão encontrar as informações sobre horários de atendimento, contatos e formas de pagamento atualmente em vigor. A partir de Abril, os valores deverão sofrer um pequeno reajuste, portanto, os valores todos estarão sob consulta.  

Valores e formas de pagamento:

Baralho Cigano - R$ 150,00 (por 2h de consulta)

Mapa Astral -      R$ 300,00 (por 2h de consulta)- inclui material escrito enviado por e-mail em formato PDF). Adicional para o Estudo impresso e  encadernado - R$ 100,00

Mandalas DragonLight -  R$ 300,00 (por 2h de atendimento) 
                                        R$ 150,00/hora - acompanhamento
Obs: Quando indicado o uso de um essência ou um composto, o valor será cobrado à parte.

Grupos de Estudo - R$ 35,00 /aula - Total $ 140,00 (4 aulas mensais) - Pagamentos efetuados até o 5º dia útil de cada mês. A apostila, quando houver, será cobrada à parte. 

Os pagamentos poderão ser efetuados:

1)  À vista (em espécie, cartão de débito ou transferência bancária - Itaú) - Desconto de 10% para essa modalidade.
     
2)  Parcelado em até 3x s/juros em cartão de crédito

Horários de Atendimento:
2a, 4a e 5a - a partir das 14h
3a e 6a - a partir das 17
Sábado - 11h e/ou 15h

Obs: Para os grupos de estudo, posso reservar o horário das 19h - uma vez por semana. Dia da semana a combinar. As aulas terão a duração de 1h e 30m. 

Quaisquer outras dúvidas, fiquem à vontade para me procurar. Ou pelo Messenger do Face (Isabel Redig) / WhatsApp: (21) 99229-4708 / E-mail: isabelredig@gmail.com

Um grande abraço a todos,
Isabel Redig

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Integrando ferramentas terapêuticas numa proposta multidisciplinar


Olá a todos.


Hoje coloquei esse Post na Página do Facebook O Universo Sagrado. Agora, a ideia é explicar de que forma essas três ferramentas se complementam num trabalho terapêutico de curta duração, objetivando oferecer ao cliente a possibilidade de fazer escolhas focadas nas soluções mais favoráveis disponíveis para o seu momento de vida e, ao mesmo tempo estimular-lhe o conhecimento de si mesmo e a vontade de desenvolver seus melhores talentos e tendências, a fim de que, livre e confiante, venha a ser o autor da sua própria história, deixando sua contribuição única para a coletividade.

Em primeiro lugar, é importante levarmos em conta o tamanho e a intensidade das pressões sociais sobre todos nós, interferindo no caminho da busca pela realização pessoal.  A mídia, as redes sociais, a correria do dia a dia, a infindável lista de compromissos a serem cumpridos, as incontáveis contas a pagar, o pouco contato com a natureza,  o "medo" do "não pertencer" e a imensa necessidade de sucesso e aprovação, nos distanciaram muito do "SER quem SOMOS" verdadeiramente e, portanto, da incrível jornada em busca da nossa realização pessoal. Estamos distanciados do descanso e do lazer, com medo, procurando somente soluções práticas que nos tragam resultados imediatos. Somos cobrados o tempo todo no sentido de sermos figuras de destaque em nossas atividades, de sermos mães perfeitas, pais perfeitos, filhos perfeitos, bem sucedidos financeiramente, etc. E NÓS? O que queremos de fato para nós mesmos? Sim, porque se queremos contribuir para o progresso coletivo, temos que estar inteiros, equilibrados, de posse de nossos talentos e dispostos a colocá-los a serviço do bem comum de um jeito que é só nosso. E como chegamos a isso? Temos que buscar. Onde? Dentro de nós. Lá estão todas as respostas. TODAS. 

E como eu posso ajudar? Bem, para começo de conversa, também sou uma buscadora. Entendo os momentos de dúvidas, hesitações, inseguranças, desconfianças, frustrações, etc., porque também vivo esses momentos. Embora seja Psicóloga de formação, optei por não adotar a metodologia tradicional. Entendo que hoje, temos à nossa disposição, milhares de técnicas alternativas, holísticas, energéticas, espiritualistas, transcendentais, que ainda não foram assimiladas pela Psicologia Tradicional, mas que realizam uma magnifica complementação do trabalho terapêutico tradicional, o qual, sem dúvida, é de inestimável ajuda nessa aventura de auto descoberta. 

Assim, escolhi essas três ferramentas a serem inseridas num projeto terapêutico multidisciplinar, que visa identificar a questão e as saídas mais favoráveis, direcionar o foco para um objetivo concreto e realizar um trabalho energético que facilite a obtenção dos resultados desejados num prazo mais curto de tempo, dentro das possibilidades que o momento oferece. Então temos:

1) As Cartas Ciganas 

Esse atendimento tem como princípio o Acolhimento
São aproximadamente 2 horas de um bate papo informal, ao longo do qual procuro identificar a necessidade real do cliente, como ele está vivendo esse momento, o que ele de fato quer realizar, quais são as suas possibilidades mais imediatas, qual o contexto e a possibilidade de sucesso num futuro próximo, ou, se existem interferências, internas ou externas, que estejam lhe atrapalhando e qual é a melhor forma de limpá-las, para que ele chegue aonde quer chegar. 

2) Estudo aprofundado do Mapa Natal e trânsitos

Esse trabalho é feito em duas etapas: primeiro, fazemos uma ou duas entrevistas presenciais (ou via Skype), com duração de aproximadamente 1:30h a 2h, através da qual estabeleço um primeiro contato com os temas relevantes do Mapa a fim de identificar, de que forma o cliente lida com eles. Depois, proponho um estudo detalhado do Mapa que inclui: uma descrição dos principais símbolos do gráfico; uma pesquisa profunda das possibilidades evidenciadas pela composição de Temperamento e Ritmo, e principalmente pelas posições planetárias, seus aspectos e os trânsitos vigentes, (principalmente dos planetas mais lentos). Diante da infinidade de possibilidades que esse estudo oferece, procuro finalizar, inserindo a questão trazida na consulta com cartas Ciganas, a fim de confirmar as possíveis dificuldades ocasionadas por um trânsito mais difícil. Desse modo, consigo ter uma visão mais objetiva do quadro, e orientar sobre o melhor caminho a seguir daí por diante.

3) Mandala e Essências DragonLight

Nessa 3a Etapa do processo, vamos trabalhar a solução da questão identificada, numa sessão de aproximadamente 2h. Há duas maneiras de realizar esse trabalho de "auto-cura", "empoderamento" e concretização de objetivos:

As Mandalas mais simples, envolvem uma vivência mais xamânica. Aqui, escolhido o tema, vamos pedir ao Universo (incluindo aqui os Anjos da Guarda e as Egrégoras presentes), ao Conselho Xamânico, e às Consciências Vibracionais dos Dragões, uma ajuda para que o pedido seja atendido. Cada Elemental que se apresentar, vai estar trabalhando numa determinada área da vida do cliente, de acordo com a sua área de atuação. Forma-se assim uma corrente favorável à realização do pedido. No final, é feita uma consulta às Cartas do Caminho Sagrado, onde o cliente poderá identificar qual é a sua parcela a ser feita, a fim de garantir e acelerar o sucesso do trabalho. Vários materiais estarão disponíveis para utilização do cliente a fim de complementar o trabalho, caso o cliente sinta a necessidade de fazer uso deles.

A Mesa Violeta, tem uma proposta um pouco diferente:

O Baguá central, trabalha do mesmo jeito que o Baguá das Mandalas mais simples. Mas, por se tratar de uma "Mesa Draguiônica", o Terapeuta tem a possibilidade de, fazendo uso do pêndulo e das Bolas de Limpeza, trabalhar intensamente com o cliente os obstáculos a serem limpos, a fim de facilitar a atuação dos Dragões. Costumo usar essa Mandala em casos mais críticos, quando me deparo com estados emocionais mais complicados e que portanto exigem um trabalho mais intenso. Já no primeiro contato, através das Cartas Ciganas, consigo identificar qual das duas será mais eficiente para o cliente. Ao finalizar o trabalho, busco identificar se haverá a necessidade de repetir a Mandala ainda outras vezes. 

Obs: A necessidade da utilização das essências é verificada durante a realização do trabalho. 

Valores e formas de pagamento:

Baralho Cigano - R$ 150,00 (por 2h de consulta)
Mapa Astral -      R$ 300,00 (por 2h de consulta - inclui material escrito enviado por e-mail                                                  em formato PDF). Adicional para o Estudo impresso e                                                             encadernado - R$ 70,00
Mandalas DragonLight -  R$ 300,00 (por 2h de atendimento) 
                                        R$ 150,00/hora - acompanhamento 
Obs: Quando indicado o uso de um essência ou um composto, o valor será cobrado à parte.

Os pagamentos poderão ser efetuados:

1)  À vista (em espécie, cartão de débito ou transferência bancária - Itaú)
     Ou,
2)  Parcelado em até 3x s/juros em cartão de crédito

Quaisquer outras dúvidas, fiquem à vontade para me procurar. Ou pelo Messenger do Face (Isabel Redig) / WhatsApp: (21) 99229-4708 / E-mail: isabelredig@gmail.com

Grande abraço,
Isabel Redig

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Reflexões inspiradas no filme da Dra Nise da Silveira - "O Coração da Loucura"



Olá gente,

Faz tempo que não escrevo por aqui. Pois é.. Falta de inspiração? Talvez.. Acontece que ao longo desse final de semana, criei coragem para assistir o Filme da Dra Nise da Silveira. Porque coragem, se já faz algum tempo que busco conhecer melhor o pensamento e as teorias do Dr. Jung? Bem, quando eu cursava a Faculdade de Psicologia da Universidade Santa Úrsula, um dos estágios que fiz foi numa clínica psiquiátrica chamada Clínica das Amendoeiras, em Jacarepaguá. Lá, os internos eram todos crianças e adolescentes, com diagnósticos que variavam de disritmia, síndrome de down, etc., até as mais graves como esquizofrenia e autismo. Foi o pior ano da minha experiência com a Psicologia. Assisti a internações desnecessárias feitas pelas assistentes sociais que tinham ordem de não recusar internações; fui convidada por algumas vezes, junto com a equipe da Psicologia, a assistir à sessões de eletrochoque (claro que não fui); presenciei o descaso nas enfermarias, quanto ao uso de cobertores ou mantas durante o frio do inverno, e que surgiam "do nada", tão logo era anunciada a presença de um fiscal do INSS, e por aí vai. Sinceramente, não tinha certeza de querer ver isso tudo de novo no filme da Dra Nise, depois que me contaram do que se tratava. Mas criei coragem, inspirada por uma publicação no Facebook, assisti e amei! Amei porque a mensagem que percebi com maior clareza, foi do quanto o olhar para a necessidade do outro, o acolhimento, e o estímulo aos talentos criativos, têm o poder de criar um "set" favorável ao progresso e á remissão de sintomas, quando se busca a "cura" de algum "cliente" - como bem dizia a Dra Nise. 

Assim, inspirada por essa compreensão, amanheci com uma vontade enorme compartilhar essas reflexões, fruto dos processos associativos da minha mente, e do desejo de voltar a participar, de um jeito mais ativo, na busca por soluções para esse momento "louco" que estamos vivendo, com tanta gente aprisionada na falta de perspectivas, se voltando para bebida, drogas, corrupção, violência, ou outros processos auto-destrutivos. Já não se fala mais em "doenças psiquiátricas" - inventaram outros rótulos. Mas a nossa sociedade encontra-se adoecida. Toda ela. As batalhas têm como pano de fundo principalmente a falta de recursos. São muitas as ferramentas disponíveis para uma identificação precisa das questões que conduzem às doenças e são inúmeras as técnicas de cura disponíveis. É só olhar o Facebook. Mas são muito poucos os que têm acesso a elas. São caras, já que envolvem um investimento também altíssimo dos terapeutas. E são muito poucos os grupos que se dedicam a mudar esse quadro. Mas eu pergunto: não estaria aí a solução? A sociedade como um todo se mobilizando, cada um com o seu talento, sua especialização e sua boa vontade, se agrupando em torno de uma proposta comunitária, doando uma pequena parte de seu tempo a fim de oferecer à essas pessoas adoecidas a oportunidade de se curarem, sem ter que gastar uma fortuna de medicamentos e, ainda por cima dando a elas a chance de, por sua vez, também se desenvolverem e se tornarem úteis à comunidade da qual fazem parte? Será que culpar o "outro" - a polícia, o estado, o governo federal, etc.. não é só um jeito não se comprometer e continuar não fazendo nada? Dentro de um olhar mais amplo, não estamos nós, nesse tempos de hoje, vivendo o que aqueles internos dos hospitais psiquiátricos viveram? Assustados, com medo mesmo, alguns desenvolvendo a famosa "síndrome do pânico", sem nenhuma perspectiva a curto prazo, "internados" em nossos próprios espaços, cheios de trancas e grades...

E olha, eu me incluo nisso... Lamentavelmente, não tenho mais a coragem que já tive, de me enfiar em ambientes tão violentos, sozinha, e me disponibilizar a fazer alguma coisa... Muito me entristece, mas é verdade. Também estou adoecida e com medo. Acontece, que como eu, muitos também gostariam. Então? Não seria fantástico se conseguíssemos nos juntar e criar espaços terapêuticos comunitários!!! Onde muitos de nós pudessem se revesar e realizar um trabalho, de formiguinha, reconheço, mas que poderá trazer excelentes frutos a longo prazo?  Começando por um diagnóstico sério, identificando cada uma das questões e dificuldades envolvidas, mas a nível individual? Sim, porque por detrás desse quadro de dificuldades financeiras, se escondem questões que precisam e podem ser trabalhadas de modo a libertar as pessoas de suas crenças, tabus e demais conceitos limitantes, que as mantém "prisioneiras" de uma pseudo realidade sem a coragem de ousar. Precisamos mudar o que nós mesmos construímos, por gerações e gerações. Só a sociedade como um todo, mudando sua forma de enxergar a situação, engajando-se de fato, será capaz de transformar tudo isso. Gente, sozinhos, não vamos a lugar nenhum. Juntos, podemos muito. Muito mesmo. 

Quando me referi à questões individuais que estão nos bastidores dos atos de criminalidade e violência, minha experiência no trabalho social com crianças e adolescentes, me ensinou, que sob a capa da agressividade, existe um potencial enorme a ser desenvolvido. Basta uma chance. Como no filme. Uma chance oferecida com muito acolhimento e muito respeito. Os potenciais dessas crianças são gigantescos. Elas merecem essa chance. Vide os projetos culturais que estão fazendo "mágicas" nas comunidades carentes. Só que ainda são poucos. E nós terapeutas, temos hoje, uma formação multidisciplinar, que nos permite nos agregarmos a esse tipo de iniciativa a fim de oferecermos o suporte necessário, tanto nas questões coletivas quanto nas questões individuais. 

Como estudiosa da Astrologia, começo a entender mais o significado das mudanças que se fazem urgentes, sinalizadas pelos trânsitos dos planetas lentos no céu do momento.  

Quando criei esse Blog - O Universo Sagrado, a proposta era justamente criar uma plataforma onde todos os que tem algo a contribuir para uma sociedade mais justa e mais equilibrada, pudessem compartilhar, comentar, discutir, e contribuir. Até agora, não foi assim que funcionou. Volto aqui agora, e refaço essa proposta. É mais uma tentativa de reunir técnicas e saberes, agregar pessoas de boa vontade, e quem sabe, mais para a frente, conseguiremos nos juntar para começarmos algum tipo de trabalho voltado para o público mais carente e que tanto precisa de nós. 

Aproveito para me colocar à disposição de instituições (religiosas ou leigas), agremiações, ou quaisquer outros grupos voltados para o trabalho social, para trabalhar com a Mandala dos Dragões, numa proposta de ajudá-las a ampliar seus raios de ação, trazendo empoderamento, abundância e prosperidade em todos os níveis, aumentando as chances de êxito em suas propostas, aumentando a possibilidade de captação de patrocínio e recursos, inclusive recursos humanos, tão necessários para o sucesso dos projetos. E que se multipliquem as iniciativas, com a ajuda dessas consciências de luz que chegam até nós para ampliar nossas consciências, ultrapassar os obstáculos internos e externos, impostos por crenças e conceitos limitantes, padrões de comportamento repetitivos, que geram há milênios, carmas coletivos que precisam ser resgatados para alcançarmos um outro patamar na escala evolutiva da raça humana! O custo desse trabalho seria um valor simbólico, acertado caso a caso com o grupo interessado. Para maiores informações, por favor entrem em contato comigo pelo inbox do Facebook - Isabel Redig ou pelo botão "mensagem" na Página O Universo Sagrado. Caso se interessem em conhecer melhor o trabalho com a Mandala e as Essências Dragon Light, podem clicar aqui. Ou, no site do Dragon Energy Center.  

Deixo aqui as minhas reflexões... Se alguém "comprar" essa ideia, não hesite em entrar em contato comigo.  Agradeço também a atenção de todos e a gentileza de deixarem seus comentários.

Um grande abraço a todos e uma ótima semana!

Isabel Redig